Horta no apartamento


Hoje em dia, com uma vida ativa nas cidades e megalópoles, muitas vezes é possível encontrar uma pessoa que sonha com um canto de vida selvagem que cresce exclusivamente em casa. Quando se fala em jardim interno, a primeira coisa que vem à mente são os peitoris das janelas salpicados de vasos de violetas, hortênsias, camélias e rosas de interior.

No entanto, você também pode encontrar raros entusiastas que cultivam plantas frutíferas inimagináveis ​​em condições de apartamento, na forma não apenas de vegetais prosaicos como cebola, pimentão, cenoura e batata, mas também um verdadeiro exótico, representado por abacaxis, romãs e abacates. O pequeno número dessas hortas deve-se à pequena área para semeadura e, mais importante, à incerteza de um resultado positivo. Mas, sujeito a certas condições, esse sonho é bastante viável e estará ao alcance de quase qualquer jardineiro novato.

A maioria das plantas frutíferas são capazes de prosperar em um apartamento, enquanto estão em vasos prosaicos. Basta olhar para esses incríveis "gigantes" internos como uma rosa chinesa, abutilone, euphorbia ou ficus, e as dúvidas sobre o sucesso da implementação da ideia desaparecerão por si mesmas. Mas não se esqueça da importância de um volume suficientemente grande do recipiente em que os frutos crescerão.

O local ideal para o cultivo de um jardim interior será uma varanda, caracterizada pelo livre acesso de luz e ar, bem como pela presença de um amplo espaço livre. Se você quiser cultivar plantas mais extravagantes, a varanda pode sempre ser isolada.

Quais plantas são adequadas para o cultivo interno

Na hora de criar um jardim interior, é necessário optar por plantas que se caracterizam por um rápido amadurecimento dos frutos, estatura baixa e, se possível, capazes de autopolinização. Você também não deve se esquecer das características da frequência de rega, fotossensibilidade, temperatura confortável e umidade.

As plantas podem ser divididas em três categorias com base em sua taxa de crescimento:

  • Evergreens. Esta espécie distingue-se pela preservação da folhagem em qualquer época do ano. Inclui bambu de interior, louro, limão, tangerina, medronheiro, pernettia, abacate, piracanta, lima, alecrim e sarcococo.
  • Decídua. A peculiaridade dessas plantas é a queda da folhagem e um óbvio período de descanso no inverno. Entre eles estão espinheiro, madressilva, romã, sabugueiro, marmelo, leguminosa, caqui, bem como plantas comuns como damasco, maçã, ameixa e pêra. Deve ser lembrado que esta espécie necessita de repouso no inverno, a fim de evitar o esgotamento da planta e a falta de colheita.
  • Herbáceo. Esta categoria se distingue pela longa vida de seu sistema radicular e pela renovação da parte superior terrestre a cada ano. Inclui sálvia, corvos, morangos, actinídios e morangos silvestres. Também inclui plantas anuais, como pimentas, cebolas, pepinos, trichozants, tomates, aspargos, cenouras, alho, alface e aipo.

Requisitos de luz

Dependendo da preferência pela intensidade de iluminação, existem dois tipos de plantas: amantes da luz e tolerantes à sombra. A primeira categoria prefere áreas ensolaradas bem iluminadas, por isso devem ser colocadas em frente às janelas da parte sul ou sudoeste da residência. Inclui lavanda, uva, erva-cidreira, imortela, toranja, pêra, etc. A segunda espécie cresce bem em locais escuros, com exposição indesejada à luz solar direta. Por exemplo: mirtilo, cafeeiro, groselha preta, nêspera e medicinal.

Temperatura do ar

O controle do regime de temperatura é realizado em função da freqüência de crescimento da planta. Quase todos os representantes de sempre-vivas exigem temperaturas abaixo da média (cerca de 16-18 graus) para se manter. Com o conteúdo de caducifólias, esses indicadores diminuem (temperatura máxima de 8 a 10 graus). Deve ser lembrado que uma temperatura muito baixa é prejudicial para todos os tipos de plantas, e em um período particularmente frio é necessário isolar o local onde são mantidas.

Umidade do ar para jardim interno

A umidificação do ar é um dos fatores benéficos fundamentais que devem ser considerados ao organizar uma horta doméstica. Se não for possível monitorar regularmente a pulverização das plantas, sua escolha deve ser interrompida nas espécies que exigem menos umidificação do ar. Estes são romã, spathiphyllum, figo, pêssego, louro, laranja. Café e chá, abacate, limão, feijoa e abacaxi exigem mais atenção à hidratação. Ao mesmo tempo, a pulverização moderada periódica terá um efeito positivo em qualquer planta.

Rega

A rega é realizada da mesma forma que a umidificação do ar. Evite a desidratação nas plantas tolerantes à sombra acima. Eles precisam de rega frequente e intensa. As plantas amantes da luz toleram facilmente a falta de água, porém a situação não deve ser agravada, com uma forte falta de umidade no solo, o crescimento e o desenvolvimento das plantas param, o que consequentemente afetará a colheita em interior.

Se essas recomendações forem seguidas, o jardim interno vai encantar não só os olhos, mas também vai decorar a mesa de jantar com frutas abundantes, coloridas e, principalmente, saudáveis. Um pouco de tempo e atenção certamente terá um efeito benéfico sobre os resultados de tais esforços hortícolas.


Como cultivar um pomar em um apartamento

Ninguém vai cultivar árvores dentro de casa com um propósito puramente prático: algumas frutas, embora lindas, mas pequenas, definitivamente não saturarão o corpo com vitaminas. Mas o cheiro exótico, florido e agradável melhora muito o humor.

Claro, o espaço vital não é trópico e, para conseguir tudo isso, você tem que tentar. Mas, para ser honesto, essa não é uma tarefa tão difícil: a natureza dotou as plantas com a capacidade de se adaptar - de sobreviver em condições que não são muito favoráveis ​​para elas. E se você trabalha com um vínculo forte, ajudando uns aos outros, o sucesso é quase garantido. Nós sabemos exatamente o que queremos das plantas, mas quem sabe o que elas esperam de nós?

Felicidade cítrica

Limões, tangerinas e laranjas são freqüentemente cultivados a partir de sementes. O principal é não tentar "fazer melhor" lavando os ossos dos restos da polpa - essa é a principal razão pela qual os ossos não germinam. A natureza não lava as sementes das frutas cítricas, e elas maravilhosamente formam jardins inteiros por semeadura própria. Claro que não vale a pena plantar um limão ou uma laranja inteiros em um vaso, é bem possível fazer com um osso com um pedaço de polpa. É melhor levar um vaso menor para que a planta não comece a dominar seu sistema radicular, esquecendo-se do caule. Com o tempo, o cultivo de frutas cítricas precisará ser transplantado para um recipiente maior - isso é tudo. Para que o arbusto cresça exuberante, belisque as pontas dos brotos, e se você quiser não só “massa verde”, mas também os frutos, terá que encontrar uma planta cultivada e enxertar sua planta. Árvores não enxertadas também florescem, com flores bastante grandes e perfumadas. Mas, em primeiro lugar, é muito tempo para esperar a floração e, em segundo lugar, limões e tangerinas não se encaixam bem neles, e se algum "grudar", então só pode ser chamado de comestível.

Romãs - para dentro de casa

A árvore da romã é cultivada a partir das sementes das frutas compradas na loja ou no mercado, da mesma forma que os cítricos. Só que é improvável que floresça e certamente não dê frutos: se algumas flores forem amarradas, logo cairão. A enxertia de romã com "cultura", infelizmente, não dá o resultado desejado. Mas você pode comprar variedades especialmente criadas de romã anã de interior (por exemplo, "Bailey", "Nana") e aproveitar a vida. A romã de interior é uma planta incrível. Os arbustos compactos atingem uma altura de 35-50 cm, a floração e a frutificação começam no primeiro ano. É verdade que muitos quebram os primeiros ovários, permitindo que o primeiro ano fique mais forte e a frutificação seja adiada. Claro, as frutas são pequenas, mas comestíveis. Em geral, uma árvore de romã florescendo é um espetáculo! O arbusto está tão coberto de grandes flores vermelhas (em novembro-dezembro) que você já espera uma colheita sem precedentes. É verdade que a maioria das flores simplesmente cai. Você pode aumentar o rendimento da árvore polinizando manualmente as flores (sacudindo as inflorescências), mas não deve se esforçar muito - afinal, a planta é anã e exige muito esforço para amadurecer os frutos. Uma romã que frutificou vai descansar - deixa cair a folhagem e adormece. Ele gosta de dormir no frio (0-5 ° С). Depois de 1,5-2 meses, o vaso com a planta deve ser levado ao fogo, e logo os botões começarão a florescer nos galhos e as folhas ficarão verdes.

Café aromático

Se você conseguir sementes de café frescas, pode começar a germiná-las. Além disso, eles germinam por um longo tempo: por vários meses eles podem simplesmente "sentar" no solo, mesmo que sejam criadas as condições ideais (escuro e quente). Antes do plantio, a semente deve ser embebida em água em temperatura ambiente e, quando a casca amolecer, remova-a com cuidado com a unha. A semente limpa é plantada rasa, praticamente no nível do solo. O plantio deve ser verificado regularmente: se de repente uma raiz forte sem broto aparecer na semente (o chamado caule), ela deve ser cuidadosamente "enfiada" ali mesmo e colocada em um pequeno vaso. O caule é quase cem por cento de garantia da futura planta.

Após 3-4 anos, a planta dá a primeira floração. Deliciosas em sua graça, as flores brancas também são perfumadas! Os frutos formados no lugar das flores parecem cerejas, mas apenas externamente. Na casca de cada baga há 2 grãos (aqui é café - esperado). Uma planta de casa adulta pode produzir até 0,5 kg de café. Não muito, mas, na verdade, não há nada do que se arrepender: não dá para fazer um drink delicioso com isso. Não é nem que falte à planta o sol brasileiro ou indiano - as sementes não transmitem as características da variedade parental. Podemos dizer que você cultivou café selvagem a partir dos grãos. Bem, muito exótico.

O principal no cultivo do café é não interferir nos seus cuidados. Regue com moderação para que o solo não fique muito seco e poda conforme necessário, à medida que os espécimes adultos crescem até ao teto.

Abacaxis champanhe

O abacaxi pode ser cultivado a partir do "tufo" - a parte superior da fruta. Verdade, apenas se a fruta não tiver sido congelada, então um plantio de inverno raramente é bem-sucedido. Plantar uma saída recém-cortada também será um erro - ela deve ser seca por 2 a 3 semanas em um lugar quente. Durante esse tempo, o corte cicatrizará e, assim que a crista estiver no solo, as raízes começarão a se formar. Durante um mês, o plantio deve ser coberto com filme plástico ou jarra de vidro. Às vezes, o abrigo é removido para regar o tufo e borrifar suas folhas. Isso deve ser feito com água morna (30-40 ° C). Se a água permanecer nas axilas das folhas, melhor - a planta irá absorvê-la mais tarde.

Muitos ficam chateados ao ver que as folhas da roseta estão secando. Mas é assim que deve ser: depois de um tempo, novas plantas começarão a crescer e, não necessariamente a partir do centro do tufo, novas plantas podem crescer ao redor dele (geralmente há dois ou três novos pontos de venda). Mais alguns meses - e os abacaxis podem ser plantados em recipientes separados.

O abacaxi deve florescer em 2 a 2,5 anos (as plantações de abacaxi têm dois anos, mas, veja, nos trópicos existem condições diferentes). É verdade que se o abacaxi é real (não decorativo), não se sabe se vai curtir sua floração ou começar a ficar triste. Após a floração, toda a luxuriante massa verde provavelmente morrerá, e os enteados começarão a crescer de novo desde as raízes como um consolo. Se você criar condições muito boas para o abacaxi (sol, calor, alimentação com fertilizantes orgânicos e minerais, estimulação da floração, etc.), poderá atingir o amadurecimento dos frutos. Claro, esta será uma cópia bastante reduzida dos abacaxis vendidos na loja, mas a sensação de satisfação por vocês ainda conseguirem cultivar esse milagre no exterior será enorme.

Feijoa - três em um

Por que a feijoa em sua terra natal, na América do Sul, é chamada de "capim abacaxi", embora seja um verdadeiro arbusto, não é difícil adivinhar: as bagas verdes herbáceas têm gosto de abacaxi. E também - kiwi e morangos. Você pode cultivar feijoa em sua horta extraindo as sementes da fruta. É verdade que a fruta deve primeiro amadurecer no calor. Quando fica amarelado e macio, você precisa raspar o meio. Em seguida, enxágue as sementes pequenas (é conveniente fazer isso em um saco de gaze), seque-as e semeie-as em cima do solo. Não polvilhe com terra por cima - sem luz solar, as sementes de feijoa não germinam. Depois de 2 a 3 semanas, os brotos vão aparecer e, depois de esperar que fiquem um pouco mais fortes, é preciso plantá-los em vasos. Se você beliscar e cortar um pouco os brotos, poderá formar um arbusto bem cuidado. Só florescerá depois de três anos, mas as flores espetaculares o farão admirar. É verdade que haverá poucos frutos e é improvável que gostem do sabor, mas isso sempre acontece quando a feijoa é propagada por sementes. Se você propagá-lo por estacas ou camadas, é outra questão - os frutos são muito mais doces, embora em quantidade também possam ser contados nos dedos. Mas a feijoa também é cultivada na casa por causa da folhagem decorativa e flores encantadoras.

Cultivar árvores de interior a partir de sementes é divertido. Mas se você quer que ela cresça e desabroche mais rápido, e os frutos sejam "decentes", é melhor comprar mudas já enxertadas em vasos - estas são vendidas em viveiros e floriculturas.


Nêspera

Este arbusto perene crescerá sem problemas a partir da semente de uma fruta madura arrancada de um galho. Bagas compradas também estão bem. Aproximadamente 4 semanas após o plantio das sementes no solo, aparecem os brotos e, em um mês, os brotos crescem 15 cm. Nesse momento, a nêspera pode ser transplantada para um recipiente maior. Ele ficará mais forte e se tornará um arbusto poderoso. A planta começará a florescer e frutificar apenas no terceiro ano.

Esta árvore frutífera é muito bonita. Durante a floração, o arbusto é coberto com cachos perfumados de branco. No outono, a folhagem fica vermelha, fica bem exótica na horta.

Os bagos da nêspera estão completamente maduros, bastante duros e azedos. Para que fiquem doces e macios, são mantidos na geladeira por vários dias.

A rega é moderada no verão e esparsa no inverno, durante o período de dormência. Esta cultura responde bem à fertilização mineral. A copa é podada periodicamente, mas não para formar um arbusto, mas para remover galhos velhos e limitar o crescimento.

O arbusto perene de lichia também é chamado de ameixa chinesa. As frutas são consumidas frescas e enlatadas, como sobremesa, acompanhadas de sorvete ou vinho.

Esta planta tropical que ama a umidade é surpreendentemente fácil de cultivar em casa. A semente é primeiro mantida em um pano úmido, depois, após a germinação, em um substrato especial. A muda deve ser colocada em uma janela bem iluminada, mas não sob a luz solar direta.

Ele precisa de água quente e regular, além de borrifar 2 vezes ao dia com água morna.

A lichia cresce lentamente, por isso não precisa ser podada com frequência.


Horta no apartamento

Fevereiro entre o inverno e a primavera, ele dá os primeiros passos em direção ao calor. As forças do inverno ainda são grandes, e fevereiro, o mês rebelde, traz a primavera mais perto.

Nas longas noites de inverno, nada vai reviver as memórias de um verão quente e ensolarado como as frutas vermelhas dos morangos crescendo em uma panela bem no parapeito da janela. Muitas vezes é possível cultivar morangos no peitoril da janela e saborear frutas suculentas.

Para obter uma colheita, é necessária iluminação adicional de arbustos de morango. Para o sucesso do amadurecimento dos morangos, leva cerca de 12 horas de luz do dia.

Ao cultivar morangos no parapeito de uma janela, os vasos com mudas são colocados nos parapeitos das janelas bem iluminadas, de preferência no lado sul. Isso ajudará a economizar em iluminação adicional da planta.

É possível colocar mudas na loggia somente se estiver bem isolado. Morangos não toleram geadas.

Para o melhor enraizamento das mudas, é melhor remover os primeiros caules de flores emergentes. Mas quando um número suficiente de folhas novas crescem nos arbustos, os pedúnculos que aparecem já podem ter sobrado.

Periodicamente, as mudas podem ser alimentadas com um extrato líquido de vermicomposto e fertilizantes orgânicos. É importante não exagerar, senão os arbustos ficarão com muita folhagem exuberante e, ao contrário, haverá pouquíssimos frutos.

Não se esqueça de borrifar e regar regularmente os arbustos de morango, bem como soltar um pouco a terra dos vasos.

Se você decidir cultivar morangos a partir de sementes, dê preferência às variedades alpinas - Alexandria, Barão Solemakher, Lesnaya Skazka, etc. Os arbustos bonitos com flores rosa e bagas incrivelmente perfumadas darão frutos por um longo período.

Para o plantio, é preparada uma mistura de solo a partir de turfa, areia e húmus, bem aquecida e derramada com uma solução de permanganato de potássio. As sementes são melhor plantadas em pequenos copos de plástico ou recipientes especiais para semear. Eles são preenchidos com a mistura de solo preparada e deixados por um dia em uma bacia com água para absorver a umidade e infundir.

As sementes de morango são muito pequenas. Eles são dispostos em ranhuras na superfície do solo e levemente pressionados sem borrifar com terra. As xícaras são cobertas com um filme por cima e colocadas em uma janela quente e ensolarada até que apareçam os primeiros brotos. O plantio periódico deve ser ventilado e pulverizado.

Com o aparecimento das duas primeiras folhas verdadeiras, cada planta é transplantada para um vaso separado. A propósito, é melhor semear em fevereiro.

Vários motivos para organizar um mini-jardim em casa:
1. Você pode mimar-se com vegetais frescos e ervas cheias de vitaminas durante todo o ano
2. Poupança, com uma horta doméstica você não precisa mais se ajustar à estação
3. Você pode cultivar uma planta com suas próprias mãos a partir de uma pequena semente, você pode coletar frutos. Esta é uma atividade criativa que carrega com energia positiva.
4. Você pode melhorar seus conhecimentos de biologia, adquirir habilidades úteis e adquirir um hobby emocionante.
5. Seus filhos verão como você pode cultivar frutas e entenderão que elas não se materializam milagrosamente na geladeira, cultivá-las é um trabalho sério.


Jardim de frutas no apartamento - jardinagem

Este material foi escrito pelo maravilhoso jardineiro Kaluga Ivan Filippovich Velichenkov. Comunicador de profissão, ele tem testado com entusiasmo inúmeras variedades de diferentes espécies de plantas em seu jardim por mais de 30 anos, desenvolvendo métodos originais de cultivo. Ele morreu em 1990, mas nos jardins da família da região de Kaluga ainda é possível encontrar plantas obtidas por alguém na forma de estacas, sementes, mudas deste generoso experimentador. A geração mais velha de jardineiros também se lembra de seus conselhos, palestras, palestras, publicações em jornais e revistas. Felizmente, muito disso não desapareceu, mas foi publicado em uma experiência generalizante dos jardineiros Kaluga, literalmente um manual - "Sputnik Gardener" (edições 1990 e 1993).

Aconselho a todos os interessados ​​em um viveiro de frutas que leiam um dos artigos do I.F. Velichenkov neste livro, onde, com base em sua árdua experiência, ele fala com competência e clareza sobre como administrar um viveiro de macieiras.

Normalmente passo apenas dois anos cultivando mudas. No primeiro ano eu cultivo mudas - porta-enxertos, no segundo ano eu vacino e cultivo mudas enxertadas de um ano de idade.

Crescendo porta-enxertos de maçã

Preparação de sementes para a semeadura

No outono, eu escolho sementes de maçãs comuns maduras Antonovka, seco-as no quarto e, em seguida, guardo-as em um armário em uma sala sem aquecimento até fevereiro. As mudas Antonovka são os melhores porta-enxertos para macieiras em nossas condições. Sementes dormentes não germinam. Para que fiquem preparados para a semeadura (estratificação), no início de fevereiro coloco em sacos de náilon (de meias velhas) e coloco de molho em água com temperatura de 20 graus por dois dias. Eu misturo as sementes encharcadas com areia de rio úmida e bem lavada. Coloquei a mistura em uma caixa de madeira e coloquei em uma adega com uma temperatura de 1 a 5 graus. A cada 10-15 dias verifico o estado das sementes e, em caso de mofo, lavo com água limpa. Também monitoro o teor de umidade da areia, que nunca deve estar seca, mas também não deve conter excesso de água.

Na segunda quinzena de abril, as sementes são bicadas, ou seja, ficam aptas para a semeadura no solo. Se algumas das sementes eclodirem antes desse período, eu as seleciono e as coloco junto com a areia para um ambiente frio (com uma temperatura de 1 a 2 graus) ou coloco-as na neve.

Se não houver adega, uma mistura de sementes e areia pode ser mantida no apartamento entre as janelas interna e externa. É possível manter a temperatura desejada abrindo periodicamente os respiradouros na moldura externa. Uma pequena quantidade de sementes pode ser estratificada na geladeira doméstica.

Semeando sementes e cuidando de mudas

No berçário no início da primavera

Depois que a neve derrete e a camada superior do solo se aquece, semeio as sementes de nidificação e germinação no canteiro dos corredores do jardim. Desde o outono, fertilizo o solo da crista com estrume podre ou composto. Semeio as sementes em linhas de 20 centímetros uma da outra e 30 centímetros entre as linhas. A profundidade de semeadura é de três centímetros. Após a semeadura, eu rego abundantemente e coloco uma cobertura morta na crista com turfa de dois centímetros de espessura. Cubro a crista com um filme plástico transparente para proteger o solo de secar e formar uma crosta em sua superfície. À medida que as mudas da macieira aparecem, removo o filme da crista. Em uma primavera fria, eu instalo uma estrutura de arame semicircular de 50 centímetros de altura na crista e estico um filme sobre ela - para aquecimento adicional do ar pelo sol.

Quando as mudas atingem 10 centímetros de altura, eu as alimento com uma solução de uréia (uma colher de sopa para cada 10 litros de água). Eu coloquei essa solução nas ranhuras feitas entre as linhas. No início de julho, alimento as mudas com nitrofoskoy, espalhando os grânulos também nas ranhuras entre as linhas das mudas. Durante todo o verão, rego regularmente o cume com água aquecida ao sol e removo as ervas daninhas. Com essa saída, na queda, as mudas atingem uma altura de 60 a 70 centímetros com uma espessura de tronco de até cinco milímetros. Nesse estado, eu os deixo no local durante o inverno. Durante o inverno, eu regularmente pisei neve entre as fileiras de mudas para bloquear o acesso a elas para roedores parecidos com camundongos.

Enxertia de primavera de porta-enxertos e cuidados com mudas

Mudas sob uma capa de filme

As mudas dos brotos anuais de uma macieira adulta, necessárias para a enxertia na primavera, preparo com antecedência: em novembro, antes do início de fortes geadas. Eu os mantenho amarrados em cachos no jardim sob a neve. Se você adiar a colheita das mudas até o final do inverno, os brotos da macieira podem ser danificados nas árvores pela geada e se tornar impróprios para enxertia. No final de março - início de abril, faço enxertos com estacas usando o método de cópula simples. Melhor vacinar de manhã ou à noite: com tempo frio, mas na ausência de chuva. O caule enxertado não deve ter mais do que duas a três gemas e uma espessura semelhante à espessura do estoque de mudas no local do enxerto. Em uma muda, a uma altura de 10-15 centímetros do solo, com uma faca afiada faço um oblíquo, até corte quatro centímetros de comprimento e faço o mesmo corte na parte inferior do corte da muda.

Prendo o corte à muda (corte a corte), tentando combinar madeira com madeira e casca com casca. Eu amarro a junção do porta-enxerto com o rebento firmemente com uma tira de filme plástico transparente fino. A largura dessa faixa não é superior a dois centímetros.

Eu faço a amarração puxando levemente o filme, enrolando a ferida de baixo para cima e amarrando dois centímetros acima do corte. Isso evita que a umidade entre na ferida.

Depois de amarrar para inoculação, coloquei uma capa medindo 10 x 20 centímetros. Costuro com um filme transparente usando uma máquina de costura. Coloquei a capa de forma que sua borda superior fique cinco centímetros mais alta do que a extremidade da alça. Eu fixo no porta-enxerto com uma tira de filme abaixo do local da inoculação. Eu removo cuidadosamente as coberturas das mudas silvestres quando os brotos jovens dos botões do rebento atingem um comprimento de três a cinco centímetros. Faço isso em dias nublados ou à noite para evitar queimaduras solares em rebentos. No final de julho, após o crescimento confiável do porta-enxerto com a copa, cortei a película das mudas, com as quais são amarrados os sítios de enxertia. Dois brotos geralmente crescem de cada estaca enxertada. Quando atingem 10-15 centímetros de altura, recortei cuidadosamente o excesso com uma tesoura de poda. Deixo um (melhor) rebento em cada planta. Imediatamente cortei todos os brotos laterais e selvagens, que surgiram abaixo do local do enxerto.

Mudas prontas para venda

Durante o verão, alimento o berçário duas vezes. A primeira vez com uma solução aquosa de ureia no início do crescimento do rebento e novamente - em julho - com uma solução aquosa de nitrophoska Rego regularmente o viveiro com água e solto o solo, evitando a formação de uma crosta. Eu arranco todas as ervas daninhas no início de sua aparência.

No outono, com esse cuidado, as mudas crescem de 50 a 60 centímetros de altura. Só os desenterro na próxima primavera, preservando todas as suas raízes ou todo o torrão de solo ao cavar. Eu planto em um lugar permanente no jardim nas covas preparadas no outono. Preencha os buracos com solo fertilizado.

Nessas condições, suas mudas passam por transplante sem dor e dão ramos laterais normais no primeiro verão. Se for necessário transportar essas mudas para plantar em outros jardins, embrulho suas raízes em filme plástico após a escavação. No tempo seco, as raízes desprotegidas dessas mudas morrem rapidamente devido à perda de umidade.

4 comentários na entrada "Viveiro de frutas em casa"

Obrigada! Tudo é claro, preciso, há muito tempo queria começar a criar árvores frutíferas e arbustos.


Quais plantas são adequadas para o cultivo interno.

Para criar um jardim interno, você precisa escolher plantas relativamente menores, com maturação precoce e, de preferência, com autopolinização. Ao escolher uma planta, os seguintes fatores principais devem ser levados em consideração: a frequência de crescimento, requisitos de luz, umidade e temperatura do ar.

De acordo com a frequência de crescimento, todas as plantas são divididas em três grupos principais - plantas perenes, decíduas e herbáceas. Agora um pouco mais de detalhes.

Fruteiras perenes para jardim interno.

As sempre-vivas são plantas que não perdem a folhagem ao longo do ano. Trata-se, em primeiro lugar, de todas as frutas cítricas (limão, laranja, tangerina, toranja, lima, etc.), também feijoa, nêspera, abacate, cafeeiro, abacaxi, cefomandro (tomate perene perene), etc.

Plantas decíduas.

São plantas que perdem as folhas durante o inverno e têm um período de dormência pronunciado. Inclui todos os "habitantes" tradicionais do jardim (maçã, pêra, damasco, etc.), bem como romã, figo, uva, caqui, marmelo ... Ao escolher as plantas deste grupo, certifique-se de levar em consideração que elas precisam um período obrigatório de descanso e inverno frio. Se o inverno é quente para eles, então o seu jardim interno acordará antes do tempo (dezembro, janeiro), quando os dias ainda são muito curtos e não há luz suficiente para o pleno desenvolvimento das folhas. Como resultado, eles se esgotarão rapidamente e uma boa colheita não será vista.

Plantas herbáceas.

Isso inclui aquelas plantas nas quais as "raízes" vivem por muitos anos e as "copas" são novas a cada ano, ou anuais comuns. Um exemplo de plantas perenes são morangos, morangos e plantas anuais - pepino, tomate ...

Requisitos de luz.

Como todas as plantas, elas são divididas em dois grupos principais de acordo com seus requisitos de iluminação - amantes da luz e tolerantes à sombra. Mas em plantas frutíferas para cultivo interno, essa condição é bastante relativa e é difícil traçar uma linha clara entre elas. Mesmo assim, os mais amantes da luz são tangerina, laranja, figos, uvas, pêssego, romã, maçã, damasco, pêra. Tolerante à sombra - limão, cafeeiro, arbusto do chá, nêspera e louro. As preferências de outras plantas pela luz situam-se no intervalo entre esses conceitos.

Temperatura do ar.

A grande maioria das plantas perenes para um jardim interno passa para um estado de dormência relativa e, portanto, a temperatura de sua manutenção deve ser mais baixa do que o normal, como regra, é de + 16-18 graus. Para caducifólias, essa temperatura deve ser muito mais baixa, o limite superior é de + 8-12 graus. Mas uma temperatura muito baixa pode ser destrutiva. Se maçãs, peras e cerejas são capazes de resistir a uma queda na temperatura de -15..25 geadas, então para pêssegos, figos, uvas, o limite é -5..10 graus.

Umidade do ar para jardim interno.

A umidade do ar é um fator importante ao organizar um jardim interno. Se você não tem tempo para monitorar constantemente a umidade do ar, então é melhor escolher plantas com o mínimo de requisitos para isso. Essas plantas incluem: louro, laranja, figo, damasco, romã, pêssego. É necessário aumentar a umidade: limão, feijoa, cidra, cafeeiro, abacate, abacaxi, cefomandra. O resto das plantas não tem requisitos especiais de umidade do ar, mas são muito gratas pela pulverização.

A mesma situação acontece com a rega. É necessária rega regular e abundante: groselha, abacate, abacaxi, figo, caqui, cafeeiro, cefomandro. A falta de umidade é facilmente tolerada: romã, feijoa, uva, nêspera. O resto, como você entendeu, está no meio.

Esses são basicamente os requisitos para as plantas frutíferas de um jardim interno. Para terminar, gostaria de falar mais uma vez sobre a sua localização. Claro, a melhor opção é uma varanda ou uma grande loggia onde você pode colocar qualquer uma das plantas listadas. Mas mesmo que você tenha apenas um cômodo pequeno com algumas janelas, também haverá um lugar para um jardim interno. Em tal sala, uvas, figos e frutas cítricas crescerão com sucesso. E como cultivar cada planta individual em seu jardim interno, direi com certeza e em detalhes.

Leia isto também:

Conte a seus amigos sobre o artigo e o site. Basta pressionar os botões.


Assista o vídeo: MINHA HORTA - fiz uma horta no apartamento


Artigo Anterior

O que é uma samambaia do pântano: informações e cuidados com a samambaia do pântano

Próximo Artigo

Como fazer suco de uva em casa