Horta no terraço


Introdução

O cultivo de frutas e vegetais na varanda ou terraço da casa representa a última fronteira da agricultura urbana e eco-sustentável. Cada vez mais pessoas, exauridas pelo aumento progressivo dos preços dos produtos agrícolas, decidem criar jardins também nos espaços exteriores dos edifícios urbanos. É preciso muito pouco para montar uma horta: uma varanda ou um terraço. O segundo espaço é certamente maior do que a varanda, mas menor do que o terraço, que coincide com uma cobertura do edifício para servir de cobertura ou de zona exterior de relaxamento e realização de hortas e jardins. O terraço, por outro lado, é um espaço que se prolonga, tal como uma varanda, apresentando-se como um corredor que não tem mais de um metro e meio de largura. Existem também terraços maiores, com uma largura de cerca de dois ou três metros. Quer seja pequena ou grande, a esplanada é sempre um espaço ideal para acolher uma horta composta por frutas, legumes, verduras e plantas aromáticas. Para cultivar todas estas plantas no terraço é necessário tempo, mas acima de tudo muita paciência, amor e respeito pela natureza.


Projeto

O desejo de ter um horta no terraço só pode ser alcançado se a base for uma avaliação cuidadosa e séria de tudo o que será necessário para construir o próprio jardim. Em primeiro lugar, a exposição e o microclima do terraço devem ser considerados. Muitos vegetais e vegetais precisam de muita exposição solar e temperaturas amenas, por isso se o terraço estiver virado a sul ou sudeste, já é mais fácil escolher as espécies a cultivar. O segundo parâmetro a considerar, no desenho do jardim, é a capacidade da superfície, ou seja, a carga que pode suportar. Geralmente, um terraço suporta uma carga de trezentos quilos por metro quadrado. Na hora de escolher os vasos e as plantas para crescer, é necessário, portanto, ter cuidado para não ultrapassar esta capacidade máxima para cada metro quadrado de espaço disponível. Em um terraço de seis metros quadrados, calculando a relação que acabamos de indicar, a capacidade máxima do jardim deve ser de 1.800 quilos. Como você pode ver, mesmo em um espaço bastante pequeno é possível montar uma horta de certa consistência e tamanho. Naturalmente, para evitar confusão ou resultados estéticos desagradáveis, os recipientes com as plantas devem ser dispostos de forma regular e ordenada, escolhendo as posições ideais ou mais estratégicas já na fase de projeto. Se o terraço estiver localizado em apartamento de condomínio, antes de montar a horta, é necessário também pedir a opinião do condomínio. O jardim em si não é uma estrutura que crie problemas para a vizinhança, senão o sistema de irrigação. Saber a opinião do seu vizinho com antecedência permitirá que você escolha o sistema de irrigação menos chato para os demais condomínios e permitirá que você coloque os vasos em cantos que criam menos dispersão de água nas varandas dos outros.


Plantas para crescer

Conforme mencionado em nosso parágrafo introdutório, as plantas crescem em um horta no terraço são vegetais, vegetais e espécies aromáticas. A escolha das várias espécies de plantas será mais fácil em um terraço voltado para o sul. Nessas condições, é possível cultivar pimentões, pimentões, melancias e tomates. São espécies típicas de países quentes e mediterrâneos e que crescem regularmente com pelo menos seis ou sete horas de exposição solar diária. Nos terraços sombreados pode-se escolher alface, espinafre e acelga, que ficam "satisfeitos" com pouco mais de quatro horas de sol. Os tachos com estes vegetais devem ser colocados sempre na parte sul da esplanada. Num jardim no terraço, mesmo as plantas aromáticas, como a hortelã, o manjericão, a salsa, o tomilho, o alecrim e semelhantes, que colocadas na base dos vegetais e outros vegetais afastam os insectos nocivos e nocivos. Um estudo também revelou que mamão, morango, chá e batata também podem ser cultivados no terraço. Claro, cada espécie será escolhida com base no microclima do seu terraço.


Recipientes

As plantas que vão compor o jardim da varanda devem ser cultivadas em vasos. Os recipientes ideais para vegetais, alface e plantas aromáticas são em terracota, um material com bom efeito de drenagem e excelente absorção de umidade e excesso de água. Os potes de terracota podem ser um pouco pesados ​​para se mover durante o cultivo de vegetais grandes. Muitas empresas especializadas em produtos de jardinagem oferecem recipientes práticos, leves e facilmente dobráveis. Feitos de geotêxtil, esses vasos de nova geração são adequados para o cultivo de hortaliças, verduras, plantas aromáticas, kiwis, framboesas, amoras sem espinhos e hortaliças em espaldeira como ervilhas, feijões e vagens. Os contêineres de geotêxtil exploram as propriedades de um material ecológico resistente e altamente drenante, que permite o cultivo de vegetais sem risco de apodrecimento ou excesso de umidade. As diferentes espécies são plantadas dentro das diferentes células do recipiente, utilizando a técnica dos chamados jardins de "quadrados". Cada praça irá acolher uma espécie de planta específica, permitindo-lhe ter um pequeno jardim em miniatura mas abundantemente abastecido com todas as espécies típicas deste espaço natural exterior.


Dimensões dos vasos

O tamanho dos vasos que irão abrigar as plantas do jardim deve ser adaptado ao tamanho das espécies escolhidas. A alface e outros vegetais podem ser cultivados em vasos com no máximo 25 centímetros de profundidade, enquanto para vegetais maiores, como abobrinhas, tomates, berinjelas e melancias, são necessários recipientes com 45 centímetros de profundidade. Além das profundidades indicadas, os recipientes para fazer a horta quadrada também devem ter uma capacidade adequada para acomodar várias espécies hortícolas. No mercado existem recipientes de 550 litros, que têm dimensões de 120x 120, e de 145 litros, com cento e vinte centímetros de comprimento e trinta de largura. Estes últimos são adequados para o cultivo de feijão, feijão verde e ervilha. Para o cultivo ideal de vários vegetais, vasos de formato quadrado são recomendados.


Solo superficial

O solo ideal para as plantas de jardim cultivadas no terraço deve ser especialmente projetado para verduras e legumes. Cada espécie tem necessidades específicas de nutrientes e para evitar a morte ou a dessecação repentina, é melhor comprar os solos apropriados nos centros de jardinagem. Esses solos também atuam como fertilizantes, pois são adicionados com todos os nutrientes necessários para o crescimento saudável de vegetais e vegetais. O preparo do solo, no momento do plantio das mudas, também atua como adubação preventiva ou básica e para as hortaliças de ciclo curto evita o uso de fertilizações posteriores, enquanto para as de ciclo longo será necessário adubar na fase de repotenciação e substituição do solo. Antes de colocar a terra na panela, deve-se criar uma base de argila ou cascalho, substâncias que favorecem o escoamento da água do pires. O solo ideal para o jardim no terraço também pode ser composto por turfa loura, húmus vegetal e areia.


Rega

O jardim do terraço deve ser regado com frequência, para evitar o ressecamento de verduras e legumes. No verão, as plantas devem ser regadas duas vezes ao dia, de manhã e à noite, enquanto no outono e inverno é suficiente regar apenas uma vez, no final da manhã. A rega do jardim no terraço é de grande importância ao longo da fase de construção do jardim e do seu desenho. Freqüentemente, a falha em identificar o sistema de irrigação certo leva à desistência da ideia de um jardim urbano. Os métodos de rega clássicos ou manuais podem, de facto, criar acumulações de água nos vasos e na superfície da casa, bem como problemas em condomínios que têm de sofrer as gotejamentos da rega de terceiros. As soluções mais modernas para regar o jardim do terraço, sem desperdiçar água e sem o risco de disputar com os vizinhos, são as de gota e as de exsudação. Os sistemas de irrigação gota a gota permitem distribuir a água nos vasos de forma regular e calibrada, ligando os tubos às torneiras normalmente presentes num espaço do próprio terraço. Os sistemas de irrigação para exsudação são compostos por finos tubos a serem inseridos em vasos de formato quadrado e tubos coletores a serem conectados às torneiras. Equipados com cronômetros, esses sistemas também captam a água da chuva, distribuindo-a de forma calibrada às plantas e mantendo um grau constante de umidade no solo. O desperdício de água será zero e nenhum vizinho reclamará de receber gotas de água na cabeça durante a rega.


Arranjo de plantas

A disposição de legumes e verduras na varanda deve seguir critérios lógicos. As plantas que precisam de sol devem ser colocadas mais ao sul, aquelas que não desprezam a sombra parcial também podem ser colocadas em áreas onde o sol está menos presente durante o dia. Os potes quadrados devem ser colocados encostados à parede ou com um dos lados encostado à parede. Esta posição protege as plantas das rajadas de vento e permite colocar pequenas coberturas para as proteger do frio. As espécies aromáticas devem ser colocadas sob verduras e vegetais, pois têm efeito repelente aos insetos parasitas. As várias plantas podem ser plantadas em conjunto, tendo em conta as suas semelhanças. Portanto, as ervas podem ser boas junto com outras espécies aromáticas, os vegetais de folhas verdes podem, por outro lado, se beneficiar de outros vegetais com as mesmas características.


Jardim no terraço: fertilizante

O fertilizante para plantas hortícolas deve ser naturalmente rico em macroelementos, como nitrogênio, fósforo e potássio, e os microelementos, estes últimos não são essenciais para a saúde das plantas, mas essenciais para permitir o correto desempenho de suas funções metabólicas. Os fertilizantes ideais para plantas de jardim são fertilizantes orgânicos ou minerais de liberação lenta. Administrados durante o preparo do solo, garantem uma cobertura nutricional de três ou cinco meses.



Como cultivar mirtilos no terraço, na horta e no jardim

O mirtilo é uma planta fácil de cultivar, basta seguir algumas instruções simples. Pode dar resultados interessantes em termos de fruta colhida: é possível colher até um ou dois kg de mirtilos por planta.

Perguntamos a Sergio Panini, da fazenda Antica Via Romea, nos Apeninos de Modena, o que você precisa saber para cultivar mirtilos para sua família.

Se você mora em um apartamento com varanda e sem jardim privativo, pode pensar que o supermercado é o lugar mais próximo para encontrar mirtilos frescos. Por outro lado, os arbustos de mirtilo crescem muito bem em vasos. Você pode criar seu próprio campo de mirtilo no canto da sua varanda e desfrutar das frutas recém-colhidas durante a estação de cultivo. Na verdade, os mirtilos podem ser facilmente cultivados no jardim ou no terraço, tanto em áreas com clima frio como naquelas com climas mais temperados e quentes.

Nossa fazenda, em colaboração com viveiros italianos qualificados, criou uma iniciativa para trazer amadores e indivíduos para cultivar plantas de mirtilo para uso doméstico. A oferta inclui três vasos de mirtilo, manual de cultivo, assistência técnica via WhatsApp para interação com envio de dúvidas, solicitações, fotos.

O que é necessário para fazer mirtilos?

O mirtilo requer basicamente um local ensolarado e solo ácido. Recomendamos colocar as plantas a pleno sol, de forma que fiquem expostas pelo menos 6 horas por dia. Solo ácido é o que já é fornecido em nossos vasos, mas terá que ser transplantado imediatamente para um vaso maior ou jardim, adicionando solo para plantas acidofílicas e / ou turfa. No nosso manual encontram-se todas as indicações para fazer com que as plantas produzam longamente em diferentes condições: em vasos ou no solo, no jardim ou no terraço da casa.

Quanto tempo você tem que esperar para colher os primeiros frutos?

As plantas que fornecemos têm dois anos, portanto, florescerão na primavera e começarão a produzir já no primeiro verão após a compra, para atingir a plena produção após três anos. Podem crescer na horta, no jardim ou decorar varandas e terraços. O desprendimento do mirtilo será feito tão logo o fruto seja de cor azul uniforme também no ponto de inserção do pedúnculo, que tende a permanecer verde-púrpura por mais tempo que o resto do fruto.

Em que período você pode colher e comer mirtilos de suas plantas?

O amadurecimento do mirtilo gigante dura cerca de um mês: neste período será possível colher os frutos que amadurecem com uma certa escama, portanto todas as semanas teremos frutos prontos para o consumo.

O período de maturação depende das diferentes variedades e da área de produção, podendo variar entre abril (para os climas mais quentes) e julho (para os climas mais continentais). Depois de colhidas, as frutas também podem ser armazenadas na geladeira em casa por uma semana ou mais sem perder suas propriedades organolépticas e nutricionais.

O cultivo de frutas e vegetais é uma experiência importante, mesmo para os mais pequenos.

As mãozinhas das crianças adoram trabalhar a terra e, em particular, colher os mirtilos que viram crescer, mudar de cor e amadurecer. Rico em sabor, atraente à vista, fácil e divertido de colher: cultivar mirtilos com as crianças não é apenas uma experiência divertida, mas também gratificante.

E depois da colheita?

As principais variedades de mirtilo são caducas: no outono as folhas são tingidas de um vermelho intenso e algumas variedades para climas quentes são perenes. No inverno os ramos são coloridos e depois, na primavera, aparecem as flores, pequenas campânulas brancas ou rosadas que, em cachos, decoram os arbustos.

Quanto custa para começar este hobby?

O pacote completo (plantas, manual e aconselhamento) custa € 50 + € 9 despesas de envio: é um custo que se paga em algumas temporadas enquanto uma planta tem um ciclo de produção médio de 15-20 anos. As compras podem ser feitas diretamente na nossa loja online www.ilmirtillogigante.com e o envio é feito em poucos dias.

Qual é o conselho que você dá aos produtores privados?

A assistência técnica é fundamental para auxiliar o aquarista nas práticas de cultivo, poda, adubação e acidificação do solo. Muitas vezes, os particulares compram plantas de mirtilo, mas não conseguem cultivá-las e acabam tendo plantas raquíticas que produzem muito pouco. Com os nossos conselhos acompanhamos os nossos clientes ao longo das estações para preparar as plantas para a produção de muitos mirtilos no verão.

Portanto, fazer mirtilos pode ser fácil!

Isso mesmo, é fácil e é bom para você também. De fato, parte da arrecadação será revertida para a Fundação ANT Italia Onlus, que sempre promoveu a lógica segundo a qual a prevenção do câncer "começa na mesa" e com a qual nossa fazenda colabora há anos para promover uma alimentação saudável com pequenos frutos.

Gostou deste artigo?

Vote para tornar o Italian Berry ainda mais interessante.


Como fazer uma horta na varanda ou terraço

Neste post iremos ilustrar alguns soluções engenhosas para uma horta na varanda em espaços muito pequenos.
Aqui está o que você precisa avaliar antes de tudo:

Avalie a exposição à luz

Colheitas de vegetais para se desenvolverem de forma adequada precisam, antes de mais nada, de uma boa exposição solar. Isso se aplica a qualquer horta, seja em terrenos no campo ou seja uma horta em uma varanda ou terraço da cidade.
Se a sua varanda está virada a norte não teve muita sorte, este tipo de exposição é o pior e, em nossa opinião, não lhe permite efectuar colheitas demasiado complicadas, como tomate ou pimenta.
Por outro lado, as melhores exposições são as do sudoeste e sudeste, pois recebem muita luz pela manhã (as do leste) ou à tarde (as do oeste), evitando o sol durante as horas mais quentes do dia., o que pode ser um problema durante os meses quentes de verão.

Outras boas exposições para faça uma horta na varanda ou terraço são as do leste e oeste, e a do sul, que porém corre o risco de ficar muito expostas nas horas mais quentes do dia, o que requer alguns cuidados com relação à irrigação.
Entender bem a exposição nos ajudará a avaliar com sabedoria quais variedades de horticultura preferir.

Aproveite ao máximo o espaço disponível na sua varanda

Uma premissa trivial nos leva a dizer que nem todos varandas e eu terraços eles são iguais, tanto olhando para o tamanho real quanto para sua própria estrutura. Isso significa que nem todos os jardins da varanda são iguais. São vários detalhes que marcam a diferença: por exemplo, a presença de guarda-corpos que permitem a passagem da luz a partir de baixo. Ou ao contrário de paredes que exigem que você eleve os contêineres que escolhermos. Nesse sentido, as soluções mais originais estão sendo desenvolvidas para atender às diferentes necessidades que vão surgindo. Por exemplo, para criar uma horta em uma varanda (mas também em um pequeno terraço, muitos usam a técnica de jardim vertical em garrafas plásticas penduradas na parede.

"data-medium-file =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-1-orto-verticale-con-bottiglie-di-plastica-min-300x200.jpg " data-large-file = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-1-orto-verticale-con-bottiglie-di-plastica-min.jpg" loading = " preguiçoso "src =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/plugins/a3-lazy-load/assets/images/lazy_placeholder.gif "data-lazy-type =" imagem "data-src =" https : //coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-1-orto-verticale-con-bottiglie-di-plastica-min-300x200.jpg ">

Horta vertical com garrafas plásticas

Horta vertical

Esta técnica permite que você aproveite ao máximo o espaço da parede, de outra forma inutilizável, contribui para a reciclagem das odiadas e volumosas garrafas vazias, mas tem o defeito de ser capaz de cultivar apenas pequenas plantas, por exemplo, plantas aromáticas e medicinais, que em qualquer caso, nunca deve faltar na sua varanda.

Tábuas de cultivo

Outra técnica bastante comum, especialmente utilizada por quem dispõe de amplo espaço, é a das mesas de cultivo, verdadeiras estruturas (geralmente de madeira) nas quais se pode cultivar a própria safra orgânica diretamente ou como base de apoio.

Vasos e pires

Posto isto, a solução mais simples, prática e eficaz é utilizar os clássicos tachos de plástico e terracota, com os respectivos pires. No mercado existem vasos de todos os tamanhos possíveis, adaptáveis ​​às necessidades do seu cultivo biológico e claro da sua varanda.
A escolha do vaso certo é fundamental para o sucesso da safra, por exemplo, se eu decidir plantar tomate, terei que usar um vaso retangular com pelo menos 40 cm de profundidade e 30 cm. de largura, por um comprimento de pelo menos 80 cm. para fazer 3 plantas.
Se, por outro lado, quero plantar manjericão, irei preferir um vaso circular, com um diâmetro bastante grande, mas não muito fundo.

Em geral, porém, recomendamos vasos retangulares, com no mínimo 25 cm. de profundidade, as clássicas caixas de varanda, uma porque com este tipo de vaso pode-se plantar mais variedades no mesmo vaso, segundo porque com os punhos de ferro feitos para este tipo de vaso pode otimizar ainda mais o espaço à sua disposição.

"data-medium-file =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-2-tavoli-di-coltivation-min-300x200.jpg "data-large-file = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-2-tavoli-di-coltivia-min-1024x683.jpg" loading = "preguiçoso" src = "https: // www .coltiviabiologica.it / wp-content / plugins / a3-lazy-load / assets / images / lazy_placeholder.gif "data-lazy-type =" image "data-src =" https://coltiviabiologica.it/wp-content /uploads/2016/05/Foto-2-tavoli-di-coltIVA-min-300x200.jpg "srcset =" "data-srcset =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/ 05 / Photo-2-cultivation-tables-min-300x200.jpg 300w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-2-tavoli-di-coltivia-min -600x400 .jpg 600w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-2-tavoli-di-coltivation-min-768x512.jpg 768w, https: //www.coltiviabiologica .it / wp-content / uploads / 2016/05 / Photo-2-cultivation-tables-min-1024x6 83.jpg 1024w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-2-tavoli-di-coltIVA-min.jpg 719w "tamanhos =" (largura máxima: 300px) 100vw, 300px ">

"data-medium-file =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-3-diversi-tipi-di-vasi-min-300x225.jpg "data-large- file = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-3-diversi-tipi-di-vasi-min.jpg" loading = "preguiçoso" src = "https: / /www.coltiviabiologica.it/wp-content/plugins/a3-lazy-load/assets/images/lazy_placeholder.gif "data-lazy-type =" imagem "data-src =" https://coltiviabiologica.it/wp -content / uploads / 2016/05 / Photos-3-different-types-of-vases-min-300x225.jpg "srcset =" "data-srcset =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/ uploads / 2016/05 / Photo-3-different-types-of-pots-min-300x225.jpg 300w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-3-diversi -types-of-vases-min.jpg 400w "tamanhos =" (largura máxima: 300px) 100vw, 300px ">

A escolha da terra de cultivo

Em geral, o solo é composto por diferentes elementos que se combinam, em primeiro lugar água, ar e microrganismos vegetais e animais, em segundo lugar temos a parte inorgânica, que influencia a estrutura do solo e a drenagem da água, composta principalmente por areia. e finalmente temos a parte orgânica, que é o húmus ou composto, que fornece nutrientes às nossas culturas orgânicas.
Preparar você mesmo um terreno equilibrado que leve em consideração os vários componentes listados acima pode ser uma operação complexa e nem sempre viável se você não tiver os elementos corretos disponíveis.

Para remediar isso, existem no mercado os chamados solos universais, que respondem adequadamente às necessidades de uma horta doméstica. Porém, devemos estar atentos à escolha de compra que se faz, talvez preferindo produtos que possam ser adquiridos em lojas especializadas, ao invés de comprar solo de má qualidade em loja de descontos, onde certamente teremos uma economia econômica, mas sofreremos em termos de qualidade em nosso cultivo orgânico.

Além do solo, é aconselhável encher o fundo dos vasos comargila expandida, a fim de melhorar a drenagem do solo e evitar a perigosa estagnação da água (argila expandida você pode facilmente comprá-la online aqui).

"data-medium-file =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-5-vaso-con-fondo-di-argilla-espansa-min-300x300.jpg " data-large-file = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-5-vaso-con-fondo-di-argilla-espansa-min.jpg" loading = " preguiçoso "src =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/plugins/a3-lazy-load/assets/images/lazy_placeholder.gif "data-lazy-type =" imagem "data-src =" https : //coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-5-vaso-con-fondo-di-argilla-espansa-min-300x300.jpg "srcset =" "data-srcset =" https: //www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-5-vaso-con-fondo-di-argilla-espansa-min-300x300.jpg 300w, https://www.coltiviabiologica.it /wp-content/uploads/2016/05/Foto-5-vaso-con-fondo-di-argilla-espansa-min-100x100.jpg 100w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/ 2016/05 / Foto-5-vaso-com-fundo-de-argila-expandida-min-600x600.jpg 600w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content /uploads/2016/05/Foto-5-vaso-con-fondo-di-argilla-espansa-min-150x150.jpg 150w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/ Foto-5-vaso-com-fundo-de-argila-expandida-min-230x230.jpg 230w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-5-vaso-con -foam-clay-extended-min-365x365.jpg 365w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-5-vaso-con-fondo-di-argilla- extended- min.jpg 480w "tamanhos =" (largura máxima: 300px) 100vw, 300px ">

Vaso com base de argila expandida

O que plantar

Neste ponto, podemos escolha o que semear ou transplantar em nosso jardim na varanda. A escolha deve ser feita com sabedoria para aproveitar ao máximo os pequenos espaços de que dispomos. Certamente são preferidas as culturas que não precisam de grandes espaços para se desenvolver de forma luxuriante, como a cebola ou o alho, que podem ser colocados em um vaso não muito fundo enterrado em buracos de 4 a 5 cm. a uma distância de 10-15 cm. um do outro.

O que é melhor evitar

É aconselhável evitar vegetais como abóbora, a abobrinha, eu melões, pois mesmo se plantados em vasos grandes, dificilmente podem dar grande satisfação.

O que pode ser plantado com alguma atenção

Quanto à solanácea tomates, pimentas, Berinjela) é possível cultivá-los em vasos respeitando as distâncias corretas. O pote ou recipiente deve ser profundo o suficiente, pelo menos 40 cm. e as plantas devem ter uma distância entre elas de pelo menos 40-50 cm., ou serão cultivadas em vasos individuais fundos. Para este tipo de cultura, será necessário arranjar suportes adequados, como juncos.

Mais atenção deve ser dada à variedade certa para crescer. Por exemplo, para o tomate, recomendamos optar por variedades mais rústicas e com excelente rendimento por planta, como o tomate cereja. Essa, além de produzir em quantidades aceitáveis, é uma planta muito bonita de se olhar, que não deve ser subestimada para a estética da sua varanda.

"data-medium-file =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-6-solanacee-in-vaso-con-sostegni-min-300x200.jpg "data- large-file = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-6-solanacee-in-vaso-con-sostegni-min.jpg" loading = "preguiçoso" src = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/plugins/a3-lazy-load/assets/images/lazy_placeholder.gif" data-lazy-type = "image" data-src = "https: // orgânica cultivo .it / wp-content / uploads / 2016/05 / foto-6-solanaceae-in-pot-with-support-min-300x200.jpg "srcset =" "data-srcset =" https: //www.coltivationbiologica . it / wp-content / uploads / 2016/05 / foto-6-solanaceae-in-pot-with-support-min-300x200.jpg 300w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/ 2016 /05/foto-6-solanacee-in-vaso-con-sostegni-min-600x399.jpg 600w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-6-solanacee - potted-with-supported-min-768x511.jpg 768w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/f oto-6-solanaceae-em-vaso-com-suporte-min.jpg 800w "tamanhos =" (largura máxima: 300px) 100vw, 300px ">

Solanaceae em vasos com suportes

"data-medium-file =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-7-pomodoro-ciliegino-in-vasi-singoli-min-300x225.jpg "data- large-file = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-7-pomodoro-ciliegino-in-vasi-singoli-min-1024x768.jpg" loading = "preguiçoso" src = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/plugins/a3-lazy-load/assets/images/lazy_placeholder.gif" data-lazy-type = "image" data-src = "https: / /coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-7-pomodoro-ciliegino-in-vasi-singoli-min-300x225.jpg "srcset =" "data-srcset =" https: // www. cultivationbiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-7-pomodoro-ciliegino-in-vasi-singoli-min-300x225.jpg 300w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads /2016/05/foto-7-tomodoro-ciliegino-in-vasi-singoli-min-600x450.jpg 600w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-7- tomate cereja-em-vasos-min-768x576.jpg 768w, https: //www.cultivationbiologic a.it/wp-content/uploads/2016/05/foto-7-pomodoro-ciliegino-in-vasi-singoli-min-1024x768.jpg 1024w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads /2016/05/foto-7-tomodoro-ciliegino-in-vasi-singoli-min.jpg 640w "tamanhos =" (largura máxima: 300px) 100vw, 300px ">

O que recomendamos

A não perder no seu jardim na varanda, estão os cheiros e as plantas aromáticas. Isto porque se desenvolvem bem em pequenos espaços garantindo um rendimento suficiente para satisfazer as necessidades da cozinha, são fáceis de cultivar mesmo a partir da semente, são lindas plantas de ver. Não falte plantas de cheiros como manjericão, salsa e aipo, plantas aromáticas como alecrim, hortelã e sálvia. Além disso, as ervas aromáticas têm a característica de serem perenes, como no caso do alecrim e da salva, resistem muito bem ao frio do inverno e não precisam ser replantadas, ou se autorregeneram na primavera como no caso da hortelã. .

Finalmente, inevitáveis ​​em qualquer jardim que se preze na varanda, são os pimentões. Hoje em dia, variedades de pimenta malagueta para todos os gostos e necessidades de prazer são facilmente encontradas no mercado. Para os mais ousados ​​recomendamos a variedade “Trinidad Scorpion”, para ser manuseada com cuidado!

"data-medium-file =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-8-menta-in-vaso-min-300x225.jpg "data-large-file = "https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-8-menta-in-vaso-min.jpg" loading = "preguiçoso" src = "https: //www.coltiviabiologica .it / wp-content / plugins / a3-lazy-load / assets / images / lazy_placeholder.gif "data-lazy-type =" image "data-src =" https://coltiviabiologica.it/wp-content/uploads /2016/05/Foto-8-menta-in-vaso-min-300x225.jpg "srcset =" "data-srcset =" https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/ Photo-8-mint-in-vase-min-300x225.jpg 300w, https://www.coltiviabiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-8-menta-in-vaso-min.jpg 550w "tamanhos =" (largura máxima: 300px) 100vw, 300px ">

Orto sul balcone o sul terrazzo

" data-medium-file="https://www.coltivazionebiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-9-peperoncino-Trinidad-Scorpion-min-300x225.jpg" data-large-file="https://www.coltivazionebiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-9-peperoncino-Trinidad-Scorpion-min-1024x768.jpg" loading="lazy" src="https://www.coltivazionebiologica.it/wp-content/plugins/a3-lazy-load/assets/images/lazy_placeholder.gif" data-lazy-type="image" data-src="https://coltivazionebiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-9-peperoncino-Trinidad-Scorpion-min-300x225.jpg" srcset="" data-srcset="https://www.coltivazionebiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-9-peperoncino-Trinidad-Scorpion-min-300x225.jpg 300w, https://www.coltivazionebiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-9-peperoncino-Trinidad-Scorpion-min-600x450.jpg 600w, https://www.coltivazionebiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-9-peperoncino-Trinidad-Scorpion-min-768x576.jpg 768w, https://www.coltivazionebiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-9-peperoncino-Trinidad-Scorpion-min-1024x768.jpg 1024w, https://www.coltivazionebiologica.it/wp-content/uploads/2016/05/Foto-9-peperoncino-Trinidad-Scorpion-min.jpg 640w" sizes="(max-width: 300px) 100vw, 300px">

Peperoncino Trinidad Scorpion

La cura dell’orto sul balcone

Ultime raccomandazioni sono quelle per la cura delle nostre coltivazioni biologiche sul balcone. Per prima cosa parliamo dell’acqua, fondamentale per la giusta ed equilibrata crescita delle piante. Mai dare l’acqua nelle ore calde della giornata, prediligere la sera dopo il tramonto, o la mattina presto. Evitate ristagni d’acqua, cioè acqua in più rispetto alle esigenze della pianta, se si usano i sottovasi è facile accorgersi se l’acqua è troppa. Un ristagno idrico può portare ad un marciume radicale ed alla morte della nostra pianta. Dunque non è detto che bisogna innaffiare ogni giorno, toccate il terreno prima di farlo, se è abbastanza umido rimandate al giorno successivo, imparate a capire come crescono le vostre piante.

Per quanto riguarda la concimazione e la difesa antiparassitaria, rimandiamo i nostri lettori alle puntate successive, in quanto le considerazioni che faremo sono valide sia per un orto in campo aperto che per un orto sul balcone, tuttavia sottolineiamo che le esigenze sia di concimazione che di difesa antiparassitaria, sono molto minori se si coltivano le piante in vaso, questo perché di solito il terriccio che si usa ha già una buona dotazione di sostanza organica, sia perché l’azione di patogeni ed insetti nocivi è minore tra le mura di un balcone, rispetto ad un campo aperto.
Buon divertimento!!


Come fare un orto sul terrazzo: quello che vi serve

Creare un orto sul terrazzo è più semplice di quel che potreste immaginare e le soddisfazioni che vi attendono sono tante. Per riuscire nella ‘ardita’ impresa avete bisogno di scegliere le piante giuste, di qualche dritta su come coltivarle e dei giusti accorgimenti come già vi abbiamo spiegato per fare il vostro orto sul balcone.. e noi di Tuttogreen siamo qui per aiutarvi, perché di piante facili da coltivare ce ne sono diverse!

Vasi e fioriere

Per prima cosa avete bisogno di una fioriera adatta ad accogliere le varietà che sceglierete di coltivare. Deve essere lunga almeno 100 cm, larga e alta 50 cm e deve essere munita di un piccolo serbatoio per l’acqua della capacità di 6 litri, in grado di garantire agli ortaggi un’autonomia idrica di 7-15 giorni.

Ricordate che i vasi utilizzati per ospitare gli ortaggi devono essere ben drenanti, con fori sul fondo per evitare i ristagni d’acqua. Dotata di queste caratteristiche, la vostra fioriera potrà accogliere circa 15 piantine.

Oltre ad una certa autonomia, il serbatoio vi consente di irrigare le piante dal basso verso l’alto, in maniera capillare, il che consente di preservare le parti aeree da malattie fungine che insorgono in presenza di umidità o ristagni in superficie.

Argilla espansa

Un altro importante alleato nella creazione del vostro mini-orto da terrazzo può essere l’argilla espansa che mantiene il terreno sempre umido ed evita ristagni d’acqua pericolosi per le radici. Come fare un orto sul terrazzo: ecco un altro bell’esempio in spazi ridottissimi.

Oltre all’argilla, che posizionerete sul fondo della fioriere, vi occorrerà un foglio di tessuto-non tessuto che adagiato sullo strato argilloso consentirà la perfetta aerazione evitando che il terriccio vada a posizionarsi sul fondo della vasca, inficiando così la perfetta irrigazione delle piante.

Terriccio

A questo punto vi occorreranno 3 sacchi di terriccio miscelato con la torba da 50 litri e il concime organico o di sintesi a lenta cessione.

Fatta la fioriera, non ci resta che scegliere le piante: una scelta molto importante poiché dalle varietà che deciderete di coltivare dipenderà buona parte del successo del vostro mini-orto. Per prima cosa sappiate che il punto in cui posizionerete la vasca, per quanto ridotto in termini volumetrici, dovrà essere ben illuminato (almeno per 4 ore al giorno, meglio se al mattino).

Ma vediamo quali sono le piante meno ostiche, a resa maggiormente garantita.


Il giardino nel terrazzo: la prima fase

La prima fase consiste nel preparare i vasi per coltivare le proprie piantine, indipendentemente da quali esse siano: bisogna mettere una quantitпїЅ non troppo abbondante di terriccio nel vaso e, successivamente, piantare il bulbo della propria pianta, ricoprendo poi il tutto con altro terriccio.

Naturalmente perпїЅ la prima fase non si conclude di certo dopo questa semplice operazione: пїЅ infatti importante cercare di mettere il vaso in una zona che permetta alla pianta di crescere, e ad esempio, se la pianta necessita di tantissimo sole, una zona dove batte maggiormente il sole sarпїЅ l'ideale per la propria pianta, in quanto la sua crescita ne gioverпїЅ di sicuro.

Da ricordarsi ovviamente di evitare di piantare nelle ore calde, in quanto questo potrebbe rappresentare la morte prematura per la propria pianta.

Generalmente, le zone d'ombra o quelle esposte alle intemperie del tempo non sono quelle adatte per la pianta: bisogna quindi cercare di evitare di metterle troppo in queste zone, in maniera tale che si evitino dei danni alle piante stesse.

Per quanto riguarda l'innaffiatura, пїЅ importante cercare di innaffiare la pianta secondo quanto previsto dalla bustina dei semi o dai consigli che si ricevono: le piante, indipendentemente dalle volte che vengono innaffiate, non devono mai avere le foglie o il fiore, qualora si tratti di fiori, bagnati, in quanto i raggi solari potrebbero bruciare le piante.

Tutti questi piccoli accorgimenti sono quelli che devono essere adottati per garantire alla propria pianta la sopravvivenza e la crescita nel vaso.

Materiali per il giardino

Con пїЅfai da teпїЅ si possono intendere davvero tantissime pratiche. Con questo nome, infatti, possono essere intese le operazioni di ristrutturazione della propria casa, la creazione di prodotti di bigi.

Tipi di giardini

Chi si occupa di пїЅfai da teпїЅ saprпїЅ sicuramente che, tra le pratiche rispondenti al nome di пїЅbricolageпїЅ, una di quelle пїЅper eccellenzaпїЅ пїЅ sicuramente il giardinaggio. Il giardinaggio пїЅ un' attivitпїЅ mol.

Piante da Giardino

Per chi si occupa di giardinaggio пїЅ molto importante sapere quali sono le piante da giardino, o almeno conoscere le piпїЅ diffuse. Le piante cosiddette пїЅda giardinoпїЅ, sono per lo piпїЅ piante la cui sce.

Arredamento Giardino

Con il termine пїЅgiardinaggioпїЅ, si intendono quella serie di operazioni attraverso le quali пїЅ possibile prendersi cura del proprio giardino, o del proprio orto, quindi anche delle singole piante che lo.


Come realizzare un giardino o un orto sul terrazzo: Il giardino in terrazzo: altri accorgimenti

Vi sono inoltre altri accorgimenti che devono essere presi, per evitare che le piante si possano ammalare o crescano in maniera non proprio corretta: ad esempio, se nel vaso dovesse crescere erbaccia, oppure i funghi dell'umiditпїЅ, пїЅ opportuno eliminarli dal vaso, togliendo anche la radice, in maniera tale che queste piante non si riproducano ulteriormente.

Ma non solo: ogni tanto la pianta dovrпїЅ esser potata, e quest'operazione пїЅ molto semplice, in quanto sarпїЅ necessario eliminare le foglie in eccesso, tagliandole con delle forbici, facendo naturalmente attenzione a non danneggiare il gambo del fiore.

Se invece bisogna raccogliere i frutti delle proprie fatiche, come pomodori, questi dovranno esser tagliati sempre con delle forbici, ovviamente senza danneggiare la radice od il gambo della pianta.

Infine, per quanto riguarda il travaso, questo risulta esser leggermente piпїЅ complicato: bisogna prima di tutto riempire un nuovo vaso con poca terra e prendere la pianta che si vuole travasare con la zolla facendo attenzione alle radici, le quali non devono essere danneggiate. Questo vale anche quando si vuole coltivare una pianta prendendola dal vaso originario, dividendola quindi dalla "madre", se cosпїЅ la si vuol definire.

Una volta che viene travasata, si dovranno seguire tutti i consigli precedentemente descritti.


Video: Como Plantar Tomate da Forma mais Facil do Mundo


Artigo Anterior

Notícias estranhas e curiosas

Próximo Artigo

Plantas companheiras de íris adequadas: o que plantar com íris no jardim